Filiação

Requisitos

1. Perfil do missionário

Cremos que Nosso Senhor Jesus é o missionário de Deus por excelência, aquele Servo perfeito que se tornou homem para cumprir a Missão de Deus. Sendo assim, todo obreiro chamado a obra missionária deve refletir ao máximo o caráter de Cristo e suas prioridades para missões, buscando: fidelidade às Escrituras, integridade moral e nos negócios, relacionamentos saudáveis, submissão a liderança, amor aos perdidos, cumprimento das disciplinas espirituais, trabalho intenso, compromisso com a igreja local e envolvimento denominacional.

2. Nossa Filosofia de Missões

I - A MCE procura viver e trabalhar entre as pessoas seguindo o exemplo de Jesus, pregando o evangelho do reino e fazendo o bem (Mt 9: 35). Cremos que a tarefa principal da MCE e seus obreiros é a pregação e o ensino da Palavra entre todos os povos, bem como a utilização de todos os meios possíveis para a tradução da Bíblia e a cooperação entre trabalhos transculturais de plantação de igrejas. Como demonstração de amor e cuidado, assim como um meio para Jesus Cristo ser conhecido, sempre que necessário e possível, a MCE desenvolverá projetos sociais.

II - A postura frente ao trabalho e relacionamento entre os missionários será de serviço. Tendo Jesus como exemplo, nenhuma tarefa é humilhante. Devemos lutar para estabelecer uma agência missionária que sirva uns aos outros e o próximo de modos reais e concretos. Buscamos abraçar uma autêntica compreensão de nossas forças e fraquezas para que possamos servir com humildade. Ao invés de buscar status entre nossos pares, devemos procurar ser servos. Isto será especialmente verdadeiro e difícil para os que ocupam cargos de liderança e nos relacionamentos com a equipe de campo - Atos 17: 24-25; Mateus 23: 8-12; Marcos 10: 32-45; Efésios 4: 11-13. Compreendemos que seguir Jesus não é um evento de uma só ocasião, mas um processo que continua pela vida inteira. Cremos que, junto com Cristo, estaremos sempre trabalhando nossa salvação, tornando-nos mais maduros e mais parecidos com Ele. Nesse processo de santificação, devemos ser sempre aprendizes e submissos uns aos outros.

III - A MCE como uma agência denominacional serve a Cristo na expansão do Reino, considerando fortemente seus vínculos denominacionais. Sendo assim, sua filosofia de missões se submete à tradição missionária da ICEB e seus documentos, bem como as decisões do Concílio Nacional e as orientações práticas da MEAN PLENA. A MCE subscreve integralmente a Confissão de Fé da ICEB.

3. Requisitos para o ingresso e envio (conforme o Regimento)

Artigo 2° - Os membros, doravante chamados missionários ou obreiros, são admitidos conforme descrição do Estatuto e regulamentação como se segue:

I - O processo seletivo para a admissão. É realizado um primeiro período de conhecimento e experiência com duração de três meses, chegando se necessário a seis. O processo tem início com conversas informais e aproximação; após a decisão do candidato:

a) Ler e apresentar um relatório de leitura (vide modelo do site do SETECEB), de duas a três obras específicas de missões e vida do missionário, a fim de esclarecer seu chamado, tirar dúvidas sobre a obra missionária e entender as necessidades do campo. As obras serão indicadas pelo Diretor Executivo, que receberá o trabalho e oferecerá as orientações necessárias;

b) O mesmo preenche um formulário com seus dados. Após o candidato será submetido a entrevistas e conversas com o Diretor Executivo, este submeterá o processo ao Conselho Administrativo que aprovará ou não o candidato;

c) Entregar Carta Testemunho contando sobre o chamado missionário, seu e do cônjuge (se for casado). Informar caso esteja em parceria ou trabalhando com outra agência missionária;

d) Realizar teste de perfil psicológico junto ao Ministério Oásis, ou psicólogo sugerido, ou autorizado pela MCE;

e) Após a aprovação o candidato (a) assina um termo de voluntariado e voluntário ou um contrato, passando a compor o Quadro de Obreiros da MCE.

II - O candidato para ser aprovado precisa estar em conformidade com o Estatuto e Regimento Interno da MCE, e se comprometer a seguir as orientações do Conselho Administrativo; cumprir o item I, bem como receber o apoio de sua igreja local (na forma de carta escrita pelo Pastor e enviada à MCE) e família. Há outros pré-requisitos que serão considerados nas avaliações e entrevistas: ser nascido de novo, ter vocação para o trabalho missionário, ter no mínimo dois anos de conversão, ter no mínimo 18 anos de idade, ter ensino médio completo e curso de teologia reconhecido pela ICEB.

III - Os candidatos de curto prazo e bi-vocacionais seguirão critérios específicos e determinados pelo Conselho Administrativo e registrados em Ata. Nesses casos especiais os critérios terão como base as necessidades do campo, o perfil do obreiro e o projeto apresentado à MCE. Não serão aprovados candidatos que estão irregulares com as leis civis e seus documentos pessoais, bem como mantêm imóveis irregulares e má fama diante da sociedade civil e eclesiástica.

IV - Todo candidato a missionário da MCE, vindo de outra agência missionária, deverá encaminhar, antes da entrevista com o Diretor Executivo, uma carta de recomendação da agência em que ele fez parte e uma carta de recomendação da igreja, com data e assinatura do Diretor da agência e pastor da igreja.

V – O candidato após aprovado estará qualificado para levantar seu próprio sustento, através de contatos pessoais e cartas, utilizando de maneira prudente e sábia o nome da MCE e receberá todo o apoio possível da MCE para a mobilização com as Igrejas da ICEB. O trabalho de mobilização e contato deverá contar com a supervisão e orientação do Diretor Executivo da MCE.

Parágrafo Único – Todos os candidatos a missionários da MCE devem passar pelo processo de admissão, serem contribuintes, conforme este Regimento e se submeterem às orientações do Conselho Administrativo. A MCE não aprovará a admissão de missionários com pendências financeiras ou judiciais.

Artigo 22º - Para que o missionário seja enviado ao campo são exigidos os seguintes requisitos:

I – Ter sido admitido no QM-ICEB e ser admitido na MCE, conforme o Estatuto e este Regimento.

II – Elaborar um projeto contendo todas as informações pessoais, do campo e das atividades que pretende realizar, e uma proposta de tempo de permanência no campo.

III - Entregar o formulário de cadastro preenchido com os números dos seguintes documentos: RG, CPF ou CIC, Passaporte, INSS, Seguro de Vida, Cartão Nacional de Saúde (SUS)) e dos familiares. Enviar uma foto em estilo 3x4 ou da família.

IV - Laudo de saúde físico e odontológico do missionário ou do casal. Enviar os laudos informando que está em perfeitas condições para exercer o ministério em campo transcultural.

Artigo 23º - Treinamento e Preparo para a saída:

I - Fazer treinamento transcultural: o missionário deverá realizar um treinamento transcultural preparado ou indicado pela MCE, com duração de seis meses a um ano. Se necessário a MCE preparará um currículo específico autorizando o missionário a cursar matérias e fazer atividades em treinamentos específicos oferecidos por agências parceiras.

II - Participar da Semana de Orientação: encontro com o Diretor Executivo ou Conselho Administrativo, em data e local determinado pelo Diretor Executivo para estudar e informar sobre: Estatuto, Regimento Interno, Filosofia Missionária da ICEB, Contrato Missionário e orientação sobre o relacionamento com a base, igreja e campo.

III – Apresentar certificado ou carta de professor particular de escola de inglês, com no mínimo nível intermediário. A língua inglesa é essencial ao campo missionário, tanto para o trabalho, bem como para relacionamentos com equipes internacionais e trâmites governamentais. No caso de campos nacionais esse item não será exigido.

Dúvidas?

Av. Bernardo Sayão, 400 - Jardim das Américas 1ª Etapa, Anápolis - GO, 75070-020

Localização

Copyright (c) 2021 Missão Cristã Evangélica - Todos os direitos Reservados